Castração afinal de contas, ajuda ou não?

Hoje o tema do Falando Sobre é a Castração. A castração é um ato de amor e traz muitos benefícios para a saúde de nossos peludinhos.


A cirurgia que deixa cachorros e gatos inférteis não impede apenas que o animal procrie, ela previne, também, doenças comuns na velhice, além do procedimento mudar o temperamento do animal, o que pode tirá-lo de algumas situações de risco.

O procedimento é simples, rápido e seguro. Em machos, a remoção dos testículos por uma pequena incisão, dura em média quinze minutos, e em fêmeas, a cirurgia que retira útero e ovários demora em média entre trinta e quarenta minutos. Segundo veterinários, o ideal é realizar a castração no primeiro ano de vida – para as fêmeas, entre dois e quatro meses, quando o organismo ainda não sofreu as mudanças hormonais do primeiro cio.

A castração em si não faz os pets engordarem. O que acontece em alguns casos é a redução de atividade física, pois o animal fica mais calmo, o que o leva a ganhar peso. Neste caso, basta ficar de olho e não deixar de exercitá-lo. Uma vez que seu pet está castrado, consulte o veterinário sobre a quantidade de comida que você deve oferecer. Em geral, os animais castrados consomem menos calorias e algumas marcas de alimentos, para cães e gatos, já contam com uma linha especial para eles.

BENEFÍCIOS PARA O PET


1. Previne doenças

A castração evita doenças graves que podem levar à morte. Em muitos casos, o único tratamento é uma cirurgia agressiva e arriscada para o animal idoso. Em cadelas, por exemplo, a inflamação do útero, chamada piometria, exige cirurgia urgente para remoção do órgão. A cirurgia para remoção de tumores de mama e próstata, que acometem fêmeas e machos de cães e gatos não castrados, também traz risco ao animal, principalmente aos idosos. Machos com tumor de próstata podem, inclusive, ser submetidos a uma cirurgia de remoção de pênis.


2. Reduz a agressividade

Animais castrados deixam de produzir o hormônio testosterona, um dos fatores de comportamento agressivo no animal. Assim, a castração ajuda a prevenir brigas com outros animais da casa e diminui o instinto dos machos de fazer xixi em todos os cantos para marcar território.


3. Reduz agitação

Com a diminuição do metabolismo resultante das mudanças hormonais pós-castração, o animal fica menos agitado e dorme mais. A tranquilidade ajuda a minimizar os danos materiais provocados por cães e gatos que adoram bagunçar a casa quando ficam sozinhos.


4. Acaba com os cios e as gestações indesejadas

Os cios semestrais nas cadelas e nas gatas, são mais frequentes, ocorrem até quatro vezes ao ano, e podem ser evitados com a castração ainda no primeiro ano de vida do animal. Assim a castração contribui para reduzir a quantidade de ninhadas indesejadas em que muitas vezes os filhotes acabam abandonados em ruas e até sujeitos a situações de maus-tratos.


5. Prolonga a vida

Alguns fatores contribuem para que o animal castrado viva mais. Ao prevenir doenças, o procedimento reduz a chance de cirurgias na velhice, quando o risco é maior. A mudança comportamental também entra na conta. O gato castrado fica mais tranquilo e acaba saindo de casa com menos frequência e, assim, se expõe menos a situações de risco, como brigas, atropelamentos e maus-tratos dos vizinhos.

Se tiver alguma dúvida sobre a castração, recomendamos que fale com o seu médico veterinário. Ele poderá te aconselhar sobre o melhor período para realizar o procedimento e cuidar das necessidades específicas do seu cão ou gato.


Redação do Notícias Pet


Você conhece o MeuGuiaPet? Encontre todos os profissionais para seu Pet em um só lugar, acesse: www.meuguiapet.com



Receba nossas atualizações

© 2019 MeuGuiaPet LTDA