Doenças infecciosas dos animais de estimação e formas de prevenção


A dúvida sobre doenças que os humanos podem pegar dos bichos de estimação é bastante comum e justificável. Esta preocupação não deve ser ignorada mas também não deve te impedir de ter um pet, já que o simples ato de vacinação e algumas mudanças nos hábitos são suficientes para evitar problemas com essas doenças. Vamos listar aqui as doenças mais comuns, os sintomas e as formas de prevenir as mesmas.



A Raiva é a principal doença transmitida para humanos por cães. Ela pode ser passada tanto pela mordida quanto pela arranhadura. Existem dois casos diferentes, na raiva paralítica o animal fica mais quieto e apático e costuma se esconder o dia todo. Já a raivosa, o animal fica extremamente agressivo, mordendo objetos, outros animais, o dono e até a si mesmo, causando graves ferimentos. A fase de incubação dura geralmente de 15 dias a dois meses, e após esse período os sintomas ficam mais intensos e perceptíveis, porém é a fase final da doença, já que nesse estágio o animal não tem mais cura. Por isso a vacinação é tão importante, já que é a principal forma de precaução contra o vírus. Outra forma, é sempre prestar atenção no local onde seu bichinho fica, já que o animal é infectado por outros já contaminados ou pela mordida de morcegos. Vale lembrar, que esta doença não é exclusiva de cães então vacine seu gatinho e vigie o ambiente em que ele está.

A Toxoplasmose, popularmente conhecida como “doença do gato”, é uma doença infecciosa causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii, encontrado nas fezes dos felinos. Na maioria das vezes é transmitida por filhotes ou gatos doentes, que geralmente comeram carnes infectadas. Os sintomas na maioria das pessoas passa despercebido, mas em quem tem a imunidade baixa podem apresentar sintomas como da gripe (dor de cabeça, coriza, dor no corpo, febre, fadiga, dor de garganta). Se a mulher estiver grávida o risco é maior, podendo levar a morte do feto, malformações fetais ou microcefalia. Para prevenir esta doença, não deixe que seu gato coma comida na rua ou que coma algum animal possivel de estar infectado (ratos, pombos), não dê carne crua, e limpe diariamente a sua caixa de areia, já que o parasita não se torna infeccioso entre 1 a 5 dias depois de ser eliminado nas fezes de um gato. Tratando bem do seu bichinho, as chances de infecção são baixas. No Brasil, a maior parte dos casos dessas doenças em humanos é causada pelo consumo de carne mal passada com cistos do protozoário e não por convívio com gatos.

A Dermatofitose é uma micose cutânea, causada por fungos, muito comum nos gatos, causa lesões superficiais na pele humana (causa dor e fissuras, aparecimento de manchas brancas ou vermelhas que levam a coceira, erupção cutânea causam coceira). Existem alguns tipos de dermatofitose, que irão afetar diferentes partes do corpo, quando algo fora do normal acontecer você deve procurar um dermatologista, o tratamento é feito com antifúngicos. Uma forma de prevenção é sempre verificar a pelagem do seu animal, conferir se não apresenta nenhuma falha e sempre leve seu bichinho ao veterinário, já que avaliações periódicas podem prevenir diversos problemas.

As Parasitoses são doenças causadas por parasitas, como pulgas e carrapatos e podem afetar tanto cães e gatos. A pulga, por exemplo, vive até um ano sem se alimentar, e esses artrópodes geralmente habitam locais quentes e húmidos. Estes parasitas podem causar doenças como a febre maculosa, que é transmitida pelo carrapato estrela através da picada e causa febre alta com risco à vida. A sarna é outra parasitose, existem dois tipos de sarna nos cães, ambas deixam a pele em carne viva em seu estágio avançado porém só uma delas pode infectar humanos. Associadas a pulgas e ácaros, ela é autolimitante mas pode voltar se o animal não for curado totalmente ou se o ambiente não foi higienizado corretamente. Como existem mais de um tipo de sarna, cada uma delas exige um tratamento específico, por isso se seu animal apresenta queda de pelos e coceira constante, leve-o a um veterinário para que faça exames e o tratamento correto. A larva migrans, conhecida como bicho geográfico, é também causada por um parasita nas fezes dos animais. Quando o ser humano entra em contato com o parasita, ele penetra a pele, mas como não possui maquinário enzimático para aprofundar ele vaga deixando um rastro na pele e uma coceira forte. O tratamento é feito através de pomadas ou remédios antiparasitários. A maioria dos animais é infectada com parasitas em passeios, por isso, tome cuidado com os locais em que levar seu pet, não deixe que tenham contato com animais de rua, e sempre fazer a higienização do seu animal. Também desinfete sua casa, assim prevenindo a proliferação no local caso ocorra, existem vários produtos para isso.

Os passarinhos também podem provocar doenças, como a Histoplasmose, provocada por fungos encontrados nas fezes secas destes animais. A contaminação ocorre geralmente através da inalação ao fazer a limpeza dos locais onde os animais ficam. Pode causar febre, ínguas no pescoço, virilha ou axilas, úlceras na pele, anemia. Por isso é necessário o controle destes animais, a limpeza do ambiente seja feita regularmente, que sejam alimentados corretamente e sempre que apresentarem algum comportamento estranho levá-los a um veterinário.

Gustavo Johanson, infectologista do Hospital Albert Einstein afirmou que a mordida de outro ser humano é mais infecciosa que a de um cão ou gato, já que as bactérias do ser humano são mais adaptadas nos humanos. Então para um bem estar entre donos e pets é necessário que façam sempre a vacinação dos seus animais, e prestem atenção no seu bichinho. Quando passear com cães, não deixe que tenham contato com lixo, mato alto, lugares sujos. Troque regularmente a água e o alimento do seu pet. A prevenção sempre é a melhor forma de tratar seu animal. E lembre-se que abandonar seu bichinho por estar com alguma doença é um risco a outras pessoas e animais, por isso seja responsável.


Redação do Notícias Pet - Ruhan Mendes

Receba nossas atualizações

© 2019 MeuGuiaPet LTDA