Pessoas que possuem cães fazem mais atividades físicas do que as que não tem

Um estudo britânico, que envolveu várias famílias, sugere que ter um filho peludo pode influenciar para que seus tutores se exercitem mais. A maioria das pessoas que tem essa companhia está familiarizada com a alegria de percorrer caminhos, trilhas e calçadas. Também temos que superar o desânimo para podermos atender o carinho dos nossos cães.




Assim, para o novo estudo, que foi publicado em abril na Scientific Reports. Os pesquisadores concentraram-se em uma única comunidade, para que todos os envolvidos compartilhassem aproximadamente o mesmo ambiente local com acesso semelhante a calçadas, parques ou outras comodidades que possam afetar suas rotinas de exercícios.


Ficou claro que as pessoas que possuíam cães, andavam com muito mais frequência do que as que não tinham. Em geral, de acordo com os questionários e monitores de atividade, a maioria dos donos de cães passava cerca de 300 minutos por semana andando com seus cães, o que significava mais 200 minutos de caminhada por semana do que pessoas sem cães.


Devido principalmente a essas caminhadas, a maioria dos donos de cães atendia ou ultrapassava as diretrizes padrão para o exercício da saúde, que exigem pelo menos 150 minutos de exercícios moderados por semana.


A influência dos cães também se estendeu aos jovens, descobriram os cientistas. As crianças cujas famílias possuíam cães andavam por cerca de 100 minutos por semana e brincavam com seus animais de estimação por mais 200 minutos, tornando-as substancialmente mais ativas do que crianças sem cães.


Redação do Notícias Pet


Você conhece o MeuGuiaPet? Todos os profissionais para seu Pet em um só lugar. Acesse:

www.meuguiapet.com



Receba nossas atualizações

© 2019 MeuGuiaPet LTDA