Raiva, vacine seu Pet!

Hoje vamos falar sobre a doença da Raiva. A doença raiva é uma zoonose grave que pode ser letal. É uma doença que atinge cães, gatos, gambás, morcegos, entre outros. Durante muitos anos a Raiva ficou erradicada dos grandes centros urbanos, mas atualmente existem registros da doença em alguns municípios brasileiros.


A raiva é transmitida através da saliva do animal infectado, seja através de lambidas ou mordidas. Após o contágio, o vírus se espalha no sistema nervoso do novo hospedeiro, e atinge diversos órgãos. Após a exposição ao vírus, os sintomas da raiva surgem a partir do 10º dia.


Na fase inicial da doença, o animal pode ter agressividade, excitação, medo, depressão, ansiedade ou latir/miar com mais frequência. À medida que a doença vai avançando, o animal passa a ter rigidez muscular, dificuldade para mastigar e engolir os alimentos, falta de coordenação e salivação excessiva fazendo com que tenha a boca espumando.


Este quadro pode evoluir para crises convulsivas e paralisia corporal. A raiva evolui muito rapidamente e quando chega à segunda fase, o animal geralmente vai a óbito.

É uma doença que não tem cura. Quando os sintomas aparecem, é tarde demais. Todavia, muitas doenças neurológicas têm manifestações clínicas semelhantes e, por isso, só um veterinário poderá identificar se a raiva é uma das suspeitas possíveis.


A raiva não possui tratamento específico e é considerada uma doença letal. A única forma de prevenção da raiva é a vacinação anual de cães e gatos, mesmo em regiões urbanas.

Neste ano, diversas prefeituras cancelaram a campanha de vacinação gratuita por falta de repasse, mas não descuide leve seu pet a uma clínica veterinária para imunizá-lo. O melhor remédio contra a Raiva é a prevenção!


E você, já vacinou seu pet contra a raiva neste ano? Conta pra gente!

Redação do Notícias Pet


Você conhece o Meu Guia Pet? Todos os profissionais para seu Pet em um só lugar, acesse: www.meuguiapet.com



Receba nossas atualizações

© 2019 MeuGuiaPet LTDA